Terça, 28 de maio de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Dissertação
Título Caracterização genética de isolados patogênicos de Pyricularia grisea e Fusarium graminearum do trigo (Triticum aestivum) e do triticale (X. triticosecale) no Estado do Paraná
Autor Busso, Cleverson
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Profª Drª Marialba Avezum Alves de Castro Prado
Co-Orientador(es) Profª Drª Maria de Fatima Pires da Silva Machado
Profª Drª Maria Suely Pagliarini
Banca Examinadora Profª Drª Marialba Avezum Alves de Castro Prado
Profª Drª Cacilda Borges do Valle
Profª Drª Lidia Teresa de Abreu Pires
Data de Defesa 16/12/2005
Resumo Isolados de Pyricularia grisea do trigo (Triticum aestivum) e do triticale (X. triticosecale) coletados de espigas de trigo com sintomas de brusone, e isolados de Fusarium graminearum coletados de espigas do trigo com sintomas de giberela, foram analisados no presente trabalho através de técnicas clássicas (VCG) e moleculares (RAPD). Mutantes de P. grisea e de F. graminearum incapazes de utilizar o nitrato como fonte de nitrogênio (nit) foram obtidos em presença de clorato de potássio. Para a caracterização fenotípica dos mutantes, estes foram transferidos para meios de cultura contendo diferentes fontes de nitrogênio, a saber, nitrato de sódio, nitrito de sódio e hipoxantina. Os mutantes que cresceram em presença de nitrito e hipoxantina foram classificados como nit1; os mutantes que cresceram apenas em presença de hipoxantina foram caracterizados como Nit3 e aqueles que cresceram apenas em nitrito de sódio foram classificados como NitM. Para a realização dos testes de compatibilidade vegetativa (VCG), pares de mutantes nit geneticamente complementares, ou seja, nit1 x NitM, nit1 x Nit3 e NitM x Nit3, foram inoculados em meio contendo nitrato de sódio como única fonte de carbono. Isolados compatíveis foram identificados pela formação de micélio heterocariótico denso na região de contato entre as colônias mutantes. Os isolados de P. grisea foram separados em dois grupos de compatibilidade vegetativa, e os isolados de F. graminearum, em três. As análises moleculares, utilizando-se a técnica do RAPD, separam os isolados de P. grisea e de F. graminearum em dois grupos de similaridade genética. Os resultados obtidos demonstram a importância da caracterização de linhagens através de técnicas clássicas e moleculares, destacando-se a técnica do VCG, que mostrou-se potencialmente capaz de distinguir isolados caracterizados molecularmente com grande similaridade genética. Considerando-se que linhagens compatíveis podem trocar material genético e elementos citoplasmáticos entre si, os resultados sugerem a participação da recombinação parassexual na geração de novas raças de fungos fitopatogênicos.
Palavras-chave Ciclo parassexual, Heterocariose,Variabilidade genética
Title
Abstract Isolates of Pyricularia grisea of wheat (Triticum aestivum) and triticale (X. triticosecale) from wheat spikes with blast symptoms and isolates of Fusarium graminearum with gibberella symptoms were analyzed by classical (VCG) and molecular (RAPD) techniques. P. grisea and F. graminearum mutants, which were unable to use nitrate as nitrogen source (nit), were obtained with potassium chlorate. Isolated mutants were transferred to culture media with different nitrogen sources, or rather, sodium nitrate, sodium nitrite and hypoxanthine, so that phenotype could be characterized. Mutants grown in the presence of nitrite and hypoxanthine were classified as nit1; mutants grown solely in the presence of hypoxanthine were classified as Nit3; mutants grown solely in sodium nitrite were classified as NitM. For vegetative compatibility (VCG) tests, genetically complementary nit mutant pairs, namely nit1 x NitM, nit1 x Nit3 and NitM x Nit3 were inoculated in a medium with sodium nitrite as a single nitrogen source. Compatible isolates were identified by the formation of dense heterokaryon mycelium in the contact region among mutant colonies. P. grisea mutants were divided into two vegetative compatibility groups, whereas F. graminearum isolates were divided into three. RAPD molecular analyses separated isolates of P. grisea and F. graminearum in two genetically similar groups. Results show the importance of strain characterization by classical and molecular techniques, enhancing VCG technique. The latter was able to distinguish isolates characterized with high genetic similarity using molecular markers. Since compatible strains may mutually exchange genetic and cytoplasmatic material, results suggest the participation of parasexual recombination in the generation of new phytopathogenic fungus strains.
Key-words Genetic variability, Heterokaryosis, Parasexual cycle
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET