Terça, 18 de junho de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Dissertação
Título Amplificação heteróloga e diversidade genética em Tetragonisca angustula (Latreille, 1811) e Tetragonisca fiebrigi (Schwarz, 1938)
Autor Bronzato, Aline Ribeiro
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Maria Claudia Colla Ruvolo Takasusuki
Co-Orientador(es) Claudete Aparecida Mangolin
Maria de Fátima Pires da Silva Machado
Banca Examinadora Luciana Andréia Borin
Adriana Gonela
Data de Defesa 28/02/2011
Resumo A biodiversidade brasileira é composta por inúmeras espécies, dentre elas destacamos os insetos sociais, e em especial as abelhas nativas sem ferrão. Essas abelhas têm papel importante na polinização de espécies de Angiosperma nativa e cultivada. A utilização das áreas naturais e consequentemente sua destruição pode trazer enormes prejuízos ambientais, especialmente com a migração ou extinção dos polinizadores. Dentre as abelhas nativas destacamos o gênero Tetragonisca que é composto por quatro espécies de distribuição neotropical. Duas dessas espécies são bastante conhecidas no Brasil a T. angustula e a T. fiebrigi, popularmente conhecidas com jataí. Devido a características morfológicas, em especial a coloração do mesepisterno elas podem ser classificadas com duas subespécies de T. angustula. Poucos marcadores moleculares são descritos para essas abelhas, mas recentemente estão sendo desenvolvidos marcadores microssatélites, estão sendo construídas bibliotecas genômicas para as abelhas sem ferrão. A partir dessa informação são avaliados e padronizados primers microssatélites denominados de heterólogos ou heteroespecíficos para as Tetragonisca. A transferabilidade desses primers facilita o desenvolvimento de estudos de genética de populações e filogenética das abelhas nativas sem ferrão. O objetivo desse estudo foi de padronizar primers microssatélites heteroespecíficos para T. fiebrigi e T. angustula e realizar estudo de polimorfismo e genética de populações. Para tanto foram coletadas operárias de ninhos localizados em Maringá – PR; Dracena, São Carlos e Santa Cruz do Rio Pardo – SP, num total de 20 ninhos. De cada ninho foram utilizadas 10 operárias adultas para isolamento de DNA nuclear. Inicialmente foram realizados testes com sete primers microssatélites heteroespecíficos. Desse total foi obtido sucesso na amplificação e presença de polimorfismo com cinco primers: T3-32, Mbi33, Mbi215, Mbi254 e Mbi259. A transferabilidade desses primers contribui com o aumento do banco de primers para estudos populacionais, filogenéticos e evolutivos das abelhas sem ferrão. Para a espécie T. angustula foi observada a ocorrência de um alelo específico para a população de Santa Cruz do Rio Pardo, que poderá sem utilizado para diferenciar as T. angustula dessa localidade. Um alelo específico de T. fiebrigi foi obtido com o primer T3-32. A análise populacional mostrou que esses primers apesar de polimórficos não permitem separar as duas espécies de Tetragonisca, ocorrendo apenas subdivisão em populações. Os valores de FST mostraram que as populações estão bem estruturadas, mas foi observado excesso de homozigotos, esse fato pode ser consequência de consangüinidade, ou da ocorrência de alelos nulos pela utilização de primers heterólogos. A análise da coloração do mesepisterno e os valores de distância genética indicam que provavelmente houve hibridização entre as T. fiebrigi e T. angustula em São Carlos. As duas espécies de Tetragonisca analisadas provavelmente ainda não estão completamente separadas, portanto novos estudos com maior número de marcadores moleculares serão necessários para compreender melhor os mecanismos evolutivos dessas espécies de abelhas jataí.
Palavras-chave jataí; marcadores moleculares; variabilidade genética
Title
Abstract The native Brazilian stingless bees have an important role in pollination of Angiosperms species. Tetragonisca genus, a stingless bee, is composed by four species of neotropical distribution. Two of them are well known in Brazil, the T. angustula and the T. fiebrigi, popularly known as “jataí”. Due to their morphological characteristics, especially the coloring of the mesepistern, they can be classified as two sub-species of T. angustula. Few molecular markers are described for these bees, but recently microsatellite markers are being developed. From this information microsatellite primers, denominated heterologous or heterospecific for Tetragonisca, are evaluated and standardized. The transferability of these primers facilitates the development of population genetics and phylogenetic studies of native stingless bees. The purpose of this study was to study polymorphisms and population genetics to T. fiebrigi and T. angustula. Worker bees were collected from nests in Maringá - PR; Dracena, São Carlos and Santa Cruz do Rio Pardo – SP, totaling 20 nests. From each nest, 10 adult workers were used for isolation of nuclear DNA. Initially, seven heterospecific microsatellite primers were tested. Of this total, successful amplification and presence of polymorphisms were obtained in five primers: T3-32, Mbi33, Mbi215, Mbi254 and Mbi259.The transferability of these primers contributes for the primer bank increase for population, phylogenetic e evolutionary studies of stingless bees. A specific allele was observed for T. angustula in Santa Cruz do Rio Pardo population, which could be used as a marker to this population. A specific allele of T. fiebrigi was obtained with T3-32 primer. Analysis of Population genetics showed that used primers, although polymorphic, not were able to separate the two Tetragonisca species, occurring only subdivision in populations. The values of FST showed that the populations are differentiated, but an excess of homozygotes was observed, a fact that can be a consequence of consanguinity or from the occurrence of null alleles from the use of heterologous primers. Mesepistern coloring and the values of genetic distance indicate that hybridization probably happened between the T. fiebrigi and T. angustula from São Carlos. The two Tetragonisca species analyzed are not completely separated yet; therefore, new studies with more molecular markers will be necessary to better comprehension the evolutionary mechanisms of these stingless bees.

Key-words Molecular markers; microsatellite; genetic variability; population genetics.
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET