Terça, 28 de maio de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Dissertação
Título Avaliação de cultivares de soja quanto à tolerância ao estresse hídrico pelo método do papel-solução contendo polietileno glicol
Autor Texeira, Leandra Regina
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Prof. Dr. Alessandro de Lucca e Braccini
Co-Orientador(es) Prof. Dr. Ivan Schuster
Prof. Dr. Carlos Alberto Scapim
Banca Examinadora Prof. Dr. Alessandro de Lucca e Braccini
Prof. Dr. Ivan Schuster
Prof. Dr. Décio Sperandio
Data de Defesa 16/12/2005
Resumo O presente trabalho teve por objetivo a avaliação de genótipos de soja quanto à tolerância ao estresse hídrico pelo método do papel-solução embebido com polietileno glicol (PEG 6000). Sementes recém-colhidas de 21 cultivares soja (CD 201, CD 202, CD 203, CD 204, CD 205, CD 206, CD 208, CD 209, CD 210, CD 215, BR 16, Embrapa 48, BRS 133, BRS 184, BRS 212, BRS 213, BRS 214, BRS 215, BRS 230, BRS 231 e BRS 232) foram utilizadas no experimento 1 e, para o experimento 2, foram usadas as seguintes cultivares: CD 201, CD 202, CD 204, CD 205, CD 206, CD 208, CD 215, CD 216, Embrapa 48, BRS 132, BRS 184 e BRS 212, utilizando sementes armazenadas por um ano em condições não controladas de laboratório. As sementes foram avaliadas por meio dos testes de germinação, classificação do vigor das plântulas, comprimento e biomassa seca das plântulas, conduzido em água (testemunha) e sob condição de estresse hídrico induzido por PEG 6000, utilizando quatro níveis de potencial osmótico (-0,05; -0,1; -0,2 e -0,4 MPa) para o experimento 1 e apenas o nível de -0,1 MPa para o experimento 2. As cultivares foram agrupadas em diferentes classes de tolerância à seca, em razão da redução percentual na germinação e no comprimento das plântulas {% Redução = [1-(Germinação ou Vigor em PEG 6000 / Germinação ou Vigor em água)] x 100}, pela técnica de análise de agrupamento, segundo o método hierárquico do vizinho mais próximo. Utilizou-se como medida de dissimilaridade, para agrupamento das cultivares, a distância euclidiana. Foram utilizados os programas SAS e Statistica para análise do dados. A dissimilaridade entre cultivares foi representada em gráfico de dispersão, em espaço bidimensional. Os genótipos de soja apresentaram comportamento diferenciado quanto à tolerância à condição de estresse hídrico induzido pelo PEG 6000. No experimento 1, a cultivar CD 202 apresentou a menor suscetibilidade às condições de estresse hídrico. Quando os dados foram submetidos ao agrupamento, o nível que melhor diferenciou os genótipos foi -0,1 MPa. Quando foi empregado o teste de Scott-Knott, nota-se uma maior divergência entre os genótipos para o nível de potencial osmótico de -0,2 MPa. No experimento 2, a cultivar Embrapa 48 apresentou a maior tolerância à seca, tendo apresentado a menor redução nas características avaliadas. Comparando os resultados obtidos pela análise multivariada e os resultados obtidos pelo método de agrupamento de Scott-Knott, pode-se verificar que houve boa concordância entre os dois métodos na constituição dos grupos. O método utilizado e o procedimento estatístico adotado permitiram diferenciar as cultivares de soja em um curto período de tempo.
Palavras-chave Cultivares, Glycine max (L.) Merrill, Estresse hídrico, Potencial osmótico
Title
Abstract The present work had the purpose to evaluate soybean genotypes regarding tolerance to the shortage of water through the method of paper-solution soaked with polyethylene glycol (PEG 6000). Fresh picked seeds of 21 soybean cultivars (CD 201, CD 202, CD 203, CD 204, CD 205, CD 206, CD 208, CD 209, CD 210, CD 215, BR 16, Embrapa 48, BRS 133, BRS 184, BRS 212, BRS 213, BRS 214, BRS 215, BRS 230, BRS 231 and BRS 232) were used in the experiment 1 and, for the experiment 2, the following cultivars were used: CD 201, CD 202, CD 204, CD 205, CD 206, CD 208, CD 215, CD 216, Embrapa 48, BRS 132, BRS 184 and BRS 212, using seeds stored during one year in no control laboratory conditions. The seeds were appraised through the germination tests, classification of plantules vigor, length and dry biomass of the plantules, carried out in water (control) and under condition of shortage of water induced by PEG 6000, using four levels of osmotic potential (-0,05; -0,1; -0,2 and -0,4 MPa) for the experiment 1 and only the level of -0,1 MPa for the experiment 2. Cultivars were grouped in different classes of tolerance to drought, in percentile of reduction in germination, and in the length of plantules {% Reduction = [1-(Germination or Vigor in PEG 6000 / Germination or Vigor in water)] x 100}, by the technique of grouping analysis. For grouping the cultivars, the Euclidian distance was used, as a measure of dissimilarity. The dissimilarity among cultivars was represented in dispersion graph, in two-dimensional space. The soybean genotypes presented differentiated behavior as for the tolerance to the condition of shortage of water induced by PEG 6000. In experiment 1, the CD 202 cultivar presented the smallest susceptibility to the shortage of water condition. When the data were submitted to the grouping, the level that best differentiated the genotypes was -0,1 MPa. When the Scott-Knott test was used, a greater divergence among the genotypes for the level of osmotic potential of -0,2 Mpa was observed. In experiment 2, the Embrapa 48 cultivar showed the greatest tolerance to drought, presenting the smallest reduction in the appraised characteristics. Comparing the results obtained by the multivariate analysis and the results obtained by the Scott-Knott grouping method, it was noticed that there was good agreement between the two methods in the constitution of the groups. The used method and the adopted statistical procedure allowed differentiating the soybean cultivars in a short period of time.
Key-words Cultivars, Glycine max (L.) Merrill, Osmotic potential, Shortage of water
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET