Terça, 18 de junho de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Tese
Título Avaliação da diversidade genética e da estrutura de populações de milho doce estimada por microssatélites.
Autor Lopes, Ana Daniela
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Carlos Alberto Scapim
Co-Orientador(es) Maria de Fátima Pires da Silva Machado, Claudete Aparecida Mangolim.
Banca Examinadora Maria de Fátima Pires da Silva Machado, Carlos Alberto Scapim, Claudete Aparecida Mangolin, Flávia França Teixeira, Adriana Gonela.

Data de Defesa 10/04/2012
Resumo A proposta do presente estudo foi selecionar primers de microssatélites isolados do milho comum para avaliar a divergência genética e a estrutura de 22 genótipos de milho doce: Doce do Hawai, BR-402, Doce Flor da Serra, MG161 Branco Doce, Doce Cubano, Doce UNB1, Tuc Blanco dulce EEAOC, Teea dulce EEAOC, BR427 III, Doce Opaco, MG162 Amarelo Doce, Milho Doce 2, Milho Doce 1, CNPH1, BR400, BR401, RB6324, Tropical, Milho Doce bônus F1, Lili, Superdoce Aruba, Milho Doce Garden. Dentre os 257 pares de primers microssatélites testados, 45 foram polimórficos e 30 foram usados para investigar a diversidade genética nos genótipos de milho doce, por determinar bandas bem definidas no gel e por apresentar alelos diferentes. Com estes primers, foram identificados 86 alelos e o número de alelos por loco nos genótipos variou de 2 a 5, com um número médio de 2,87. A avaliação das frequências alélicas permitiu concluir que está ocorrendo um forte processo de fixação de alelos em determinados genótipos de milho doce, especialmente nos genótipos Tropical, Milho doce bônus F1, Lili e Aruba. Um total de seis alelos privativos foi encontrado no presente trabalho. O genótipo Doce UNB-1 apresenta um alelo privativo; o genótipo Milho doce 1 também apresenta um único alelo privativo; o híbrido RB6324 tem três alelos privativos e no genótipo Milho doce bônus F1 observa-se um alelo privativo. Considerando todos os genótipos, a média geral de locos polimórficos foi de 81,67% sendo que o genótipo Doce do Hawai apresentou o maior valor (97%) em relação aos demais genótipos. A heterozigosidade média observada variou entre 0,12 e 0,27, sendo o genótipo RB6324 o que apresentou maior proporção de plantas heterozigotas observadas (0,27). Esta variedade com maior heterozigosidade pode ser considerada promissora para seleção continuada de progênies. O conteúdo de informação de polimorfismo que indica o poder discriminatório de um marcador variou de 0,19 para o loco Umc2319 a 0,71 para o loco Umc2205, com valor médio de 0,41. Em relação à estrutura genética dos genótipos o valor de FST obtido neste trabalho (0,376), revelou uma alta estruturação populacional. O dendrograma gerado está representado por quatro agrupamentos principais, nos quais as variedades estão distribuídas num intervalo de similaridades ou identidades (I) genéticas que varia de 0,103 a 0,645. Os genótipos Doce do Hawai e CNPH-1 são os mais similares, enquanto os genótipos Amarelo Doce e Lili os mais divergentes geneticamente para os 30 locos SSR.
Palavras-chave milho doce, diversidade genética, SSR
Title
Abstract The purpose of this study was to select primers of microsatellites isolated from regular corn to evaluate the genetic diversity and structure of 22 genotypes of sweet corn: Doce do Hawai, BR-402, Doce Flor da Serra, MG161 Branco Doce, Doce cubano, Doce UNB1, Tuc Blanco dulce EEAOC, Teea dulce EEAOC, BR427 III, Doce Opaco, RB6324, Tropical, Milho Doce bonus F1, Lili, Superdoce Aruba, Milho Doce Garden. Among the 257 SSR pair of primers tested, 45 were polymorphic and 30 were used to investigate genetic diversity in sweet corn genotypes, as they determined well-defined bands in the gel and had different alleles. With these primers, 86 alleles were identified and the number of alleles per locus varied 2-5, with an average of 2.87. Evaluation of allele frequencies showed that there has been an intense process of fixation off alleles in some genotypes of sweet corn, especially on tropical genotypes, Milho doce bônus F1, Lili and Aruba. A total of six private alleles were found in this study. The genotype Doce UNB-1 has a private allele, the genotype Milho doce 1 also has a single private allele, the hybrid RB6324 has three private alleles and in the genotype Doce bônus F1 is observed a private allele. Considering all genotypes, the general average of polymorphic loci was 81.67% and the genotype Sweet Havaii showed the highest polymorphism (97%) in comparison with other genotypes. The observed heterozygosity varied between 0.12 and 0.27, with genotype RB6324 having the greater proportion of observed heterozygous plants (0,27 ).The variety with heterozygosity can be considered promising for continued selection of progenies. The polymorphism information content, which indicates the discriminatory power of a maker, ranged from 0.19 in the Umc2319 locus to 0.71 in the Umc2205 locus with an average of 0.41. Regarding the genetic structure the Fst value obtained in this study (0.376) revealed a high population structuring. The dendrogram generated is represented by four main groupings, in which the varieties are distributed in a range of similarity or genetic identily (I) ranging from 0.103 to 0.645. Genotypes Doce do Havai and CNPH-1 are more similar, while genotypes Amarelo Doce and Lili are most diverse, genetically, for 30 SSR loci.
Key-words Sweet corn, genetic diversity, SSR.
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET