Terça, 28 de maio de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Tese
Título Mapeamento molecular dos alelos Co-5² e Co-15 de resistência ao Colletotrichum lindemuthianum em feijoeiro comum
Autor Souza, Lorenna Lopes
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Co-Orientador(es) Pedro Soares Vidigal Filho
Giselly Figueiredo Lacanallo
Banca Examinadora Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Marcial A. Pastor-Corrales
Juliana Parisotto Poletine
Pedro Soares Vidigal Filho
Anelise da Silva Cruz
Data de Defesa 03/12/2012
Resumo A linhagem MSU 7-1 possui os genes Co-5 e Co-7 e o cultivar andina Corinthiano possui o gene Co-15, os quais conferem resistência ao Colletotrichum lindemuthianum (Sacc. & Magnus) Lams.-Scrib. O objetivo deste trabalho foi identificar marcadores moleculares associados aos genes Co-5 e Co-15 de resistência ao fungo C. lindemuthianum. Neste estudo, foram avaliadas as populações F2 derivada dos cruzamentos entre MSU 7-1 (parental resistente à raça 64) × México 222 (parental suscetível à raça 64) e Corinthiano (parental resistente à raça 2047) × Cornell 49-242 (parental suscetível à raça 2047). A Análise de “Bulk” Segregante (BSA) foi realizada para identificar marcadores moleculares ligados aos genes de resistência Co-5 e Co-15. Dentre os marcadores utilizados, para cada população F2, o marcador g12333250 previamente mapeado no grupo de ligação Pv07, co-segregou a uma distância de 1,2 cM do alelo de resistência Co-52 presente na linhagem MSU 7-1. Por sua vez, o marcador g2685150 previamente mapeado no grupo de ligação Pv04, está ligado ao gene de resistência Co-15 presente no cultivar Corinthiano a uma distância de 5,6 cM. A análise da segregação alélica na população recombinante BAT93/Jalo EEP558 revelou que g12333250 e g2685150 segregaram na proporção esperada de 1:1, evidenciando a forte ligação desses marcadores Co-52and Co-15 genes. Estes resultados propiciam uma valiosa ferramenta de obtenção de cultivares com amplo e durável espectro de resistência, favorecendo assim, programas de melhoramento genético do feijoeiro comum.
Palavras-chave Phaseolus vulgaris L., marcador molecular, mapeamento genético
Title
Abstract The bean breeding line MSU 7-1 carries the genes Co-5 and Co-7 and the cultivar Andean Corinthiano carries the Co-15 gene, which confer resistance to Colletotrichum lindemuthianum (Sacc. & Magnus) Lams.-Scrib. The objective of this study was to identify molecular markers associated with genes Co-5 and Co-15 resistance to the fungus C. lindemuthianum. In this study, the F2 populations derived from crosses between MSU 7-1 (parental resistant to race 64) × Mexico 222 (parental susceptible to race 64) and Corinthiano (parental resistant to race 2047) × Cornell 49-242 (parental susceptible to race 2047) were evaluated. Bulks Segregant Analysis (BSA) were used to identify molecular markers linked to the resistant genes Co-5 and Co-15. Among the markers used for each F2 population, the marker g12333250 previously mapped on linkage group Pv07, co-segregated at a distance of 1.2 cM of the resistance allele Co-52 in the MSU 7-1line. On the other hand, the g2685150 molecular marker previously mapped on linkage group Pv04, is linked to the resistance gene Co-15 present in the Corinthiano cultivar at a distance of 5.6 cM. The allelic segregation analysis revealed that recombinant inbred lines of BAT93/Jalo EEP558 of the g12333250 and g2685150, fitted at a 1:1 ratio, demonstrating the close linkage of these markers to the Co-52and Co-15 genes, respectively. These results demonstrate a valuable tool for obtaining cultivars with broad spectrum and durable resistance, thus promoting breeding programs of the common bean.
Key-words Phaseolus vulgaris L., molecular markers, genetic mapping
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET