Terça, 28 de maio de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Dissertação
Título Avaliação de marcadores moleculares para seleção de rainhas Apis mellifera L. produtoras de mel
Autor Teles Moreira, Bruna Manueli
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Maria Claudia Colla Ruvolo Takasusuki
Co-Orientador(es) Claudete Aparecida Mangolin e Maria Suely Pagliarini
Banca Examinadora Claudete Aparecida Mangolin
Marco Antonio Costa
Data de Defesa 20/02/2013
Resumo O mel é um produto alimentício produzido pelas abelhas operárias, a partir do néctar das flores ou das secreções de insetos sugadores de plantas, que as abelhas recolhem, transformam, combinam com substâncias específicas próprias, armazenam e deixam desidratar nos favos da colmeia. Sua importância vai além do consumo alimentício, sendo usado também como medicamento, para prevenir gripes e doenças pulmonares devido às suas propriedades anticépticas. O presente estudo teve como objetivo avaliar as matrizes do programa de melhoramento genético da Universidade Estadual de Maringá de abelhas A. mellifera africanizadas, produtoras de mel, por meio de marcadores moleculares MRJPs, possibilitando uma predição das colmeias produtoras e, conseqüente, seleção das rainhas, e também determinar a extensão da variação de mtDNA, verificando a origem materna dessas abelhas. As sequências de DNA mitocondrial e análises de sítios de restrição podem ser usadas para inferir os padrões evolutivos de abelhas A. mellifera. O DNA genômico foi extraído de 12 operárias de 14 colmeias produtoras de mel do programa de melhoramento de abelhas da Universidade Estadual de Maringá, totalizando 168 amostras. As reações por PCR foram realizadas utilizando s específicos sintetizados para amplificar os locos mrjp3 e mrjp5. As análises permitiram detectar quatro alelos para a MRJP3, denominados de C, D, E e F, de acordo com a mobilidade eletroforética, e cinco alelos para a MRJP5, denominados, A, C, D, E e F. Os alelos C, D e E, que exercem influência no valor genético para produção de geleia real, estão sendo selecionados para a produção de mel, portanto, também podem ser utilizados como marcadores para produção de mel. Para identificar abelhas africanizadas, têm sido utilizados os marcadores moleculares para herança materna do DNA mitocondrial (mtDNA). Os padrões de clivagem foram obtidos após amplificação com os primers para as regiões Cyt B, COI, COI-COII e 16S e digestão com enzimas de restrição específicas, que permitiram a identificação dos mitótipos. A maioria das matrizes apresentaram mitótipos africanos, com exceção de COI/HincII e 16S/AluI que são mitótipos europeus. Hipóteses para explicar a escassez de DNA mitocondrial europeu encontrado em populações africanizadas incluem diferenças em taxas de reprodução e parâmetros de fitness (valor adaptativo).
Palavras-chave DNA mitocondrial, Apis mellifera africanizada, MRJPs
Title
Abstract Honey is a food product produced by honeybees from the nectar of plants or from secretions of plant-sucking insects, which the bees collect, transform by combining with specific substances of their own, store and leave in honey combs to ripen. Its importance goes beyond consumption, and also used as a medicament to prevent colds and lung diseases, due to its antiseptic properties, and as a preservative for fruit and grains. This study aims to evaluate the matrices of genetic improvement program honeybees A. mellifera africanized honey by means of molecular markers MRJPs, allowing a prediction of hives producing, and subsequent queens selection; and to determine the extent of variation in mtDNA checking the maternal origin of these bees. For the mitochondrial DNA sequences and restriction site analysis can be used to infer the evolutionary branches of A. mellifera. Genomic DNA was extracted from 12 workers to 14 hives producing honey bee breeding program at the Universidade Estadual de Maringá, totaling 168 samples. PCR reactions were performed using specific s synthesized to amplify loci of MRJP3 and MRJP5. The analysis of electrophoresis gels allowed for detecting four alleles called mrjp3 C, D, E and F according to electrophoretic mobility and five alleles for mrjp5, designated A, C, D, E and F. The alleles C, D and E which influence the genetic value to produce royal jelly are also being selected for honey production can therefore be used as markers for honey production. To identify africanized honeybees have been used as molecular markers for maternal inheritance of mitochondrial DNA (mtDNA). Cleavage patterns were obtained after amplification with s Cyt B, COI, COI-COII and 16S and digestion with specific restriction enzymes which allow the identification of mitotype. The most mother matrixes presented Africans mitotypes, except for COI/HincII and 16S/AluI that were Europeans. Hypotheses to explain the scarcity of European mitDNA in A. mellifera Africanized populations include differences in reproductive rates and parameters of fitness (adaptative value).
Key-words mitochondrial DNA, africanized Apis mellifera, MRJPs
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET