Quarta, 29 de novembro de 2023.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Dissertação
Título Identificação de gene de resistência ao Colletotrichum lindemuthianum na cultivar andina de feijão comum Paloma
Autor Lima Castro, Sandra Aparecida
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Co-Orientador(es) Pedro Soares Vidigal Filho
Giselly Figueiredo Lacanallo.
Banca Examinadora Marta Zulema Galván
Giselly Figueiredo Lacanallo
Data de Defesa 26/02/2014
Resumo A antracnose, causada pelo fungo Colletotrichum lindemuthianum, é uma das mais importantes doenças foliares do feijão comum (Phaseolus vulgaris L.). A resistência genética é o método mais eficaz para o controle desta doença. Até o momento, 19 genes de resistência já foram caracterizados, dentre os quais apenas nove são andinos. Assim, a busca de novas fontes andinas de resistência torna-se necessária. Desta forma, o trabalho teve como objetivo caracterizar a resistência genética da cultivar andina Paloma, por meio de testes de herança e alelismo. O teste de herança foi realizado na população F2 do cruzamento entre as cultivares Paloma (resistente) e Cornell 49-242 (suscetível), utilizando as raças 73 e 2047 de C. lindemuthianum. Os testes de alelismo foram realizados em 16 populações F2 derivadas dos cruzamentos entre Paloma (R) e as cultivares resistentes que têm genes previamente caracterizados, utilizando as raças de 65, 73 e 2047 do patógeno. Os parentais, as populações F1 e F2, foram inoculadas com uma suspensão de esporos de C. lindemuthianum a uma concentração de 1,2 × 106 esporos mL-1 de cada raça. A avaliação visual dos sintomas foi realizada dez dias após a inoculação, utilizando uma escala de 1 a 9. A análise genética de populações F2 foram realizadas por meio de teste qui-quadrado (²) com o auxílio do programa Genes. Os testes de herança indicaram a presença de um gene de resistência dominante em Paloma. Os testes de alelismo demonstraram que o gene presente na cultivar Paloma é independente dos genes previamente caracterizados: Co-1, Co-2, Co-34, Co-4, Co-42, Co-43, Co-5, Co-6, Co-12, Co-13, Co-14, Co-15 e Co-16. A cultivar Paloma tem demonstrado ser uma importante fonte de resistência à antracnose, pois possui um novo gene andino que permite a sua utilização em programas de melhoramento genético de feijão comum. Assim, os autores propõem o símbolo Co-19 para nomear o referido gene presente na cultivar Paloma.
Palavras-chave Phaseolus vulgaris L.; antracnose; gene andino.
Title
Abstract Anthracnose, caused by Colletotrichum lindemuthianum, is one of the most important foliar diseases of common bean (Phaseolus vulgaris L). Genetic resistance is the most effective method for controlling this disease. So far, 19 resistance genes have been already characterized, and among which only nine are andean. Thus, the search for new sources of resistance andean becomes necessary. Thus, the study aimed to characterize the genetic resistance of Andean cultivar Paloma, through inheritance and allelism tests. The pattern of inheritance was held in the F2 population from the cross between Paloma (resistant) and Cornell 49-242 (susceptible) cultivars, by using races 73 and 2047 C. lindemuthianum. Allelism tests were conducted in 16 F2 populations derived from crosses between Paloma (R) and resistant cultivars that have genes previously characterized using the races 65, 73 and 2047 of the pathogen. The parental, F1 and F2 populations were inoculated with a spore suspension of C. lindemuthianum at a 1,2 × 106 spores mL-1 concentration from each race. Visual evaluation of symptoms was conducted ten days after inoculation using a scale from 1 to 9. Genetic analysis of F2 populations were performed using Chi-Square Test (²) with the aid of Genes program. The inheritance tests indicated the presence of one dominant resistance gene in Paloma. The allelism tests demonstrated that the gene present in Paloma is independent from those genes previously characterized: Co-1, Co-2, Co-34, Co-4, Co-42, Co-43, Co-5, Co-6, Co-12, Co-13, Co-14, Co-15 and Co-16. Paloma cultivar has been shown to be an important source of resistance to anthracnose and possesses a new andean gene that supports its use in common bean breeding programs. Thus, the authors propose the symbol Co-19 to named the referred gene present in Paloma cultivar.
Key-words Phaseolus vulgaris L., anthracnose, andean gene.
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET