Terça, 18 de junho de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Dissertação
Título Caracterização da resistência genética da cultivar de feijoeiro comum Crioulo 159 ao Colletotrichum lindemuthianum
Autor Coelho, Rafael Tessaro
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Co-Orientador(es) Pedro Soares Vidigal Filho e Giselly Figueiredo Lacanallo
Banca Examinadora Deonísio Destro
Juliana Parisotto Poletine
Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Data de Defesa 21/12/2011
Resumo O presente estudo teve como objetivo caracterizar a resistência genética da cultivar mesoamericana Crioulo 159 de feijoeiro comum ao Colletotrichum lindemuthianum. A cultivar Crioulo 159 foi cruzada com as cultivares Michelite, Michigan Dark Red Kidney, Cornell 49-242, México 222, TO, TU, AB 136, G 2333, SEL 1308, linhagem H1, BAT 93, Ouro Negro, Jalo Vermelho, Jalo Listras Pretas, Pitanga e Corinthiano para obtenção das gerações F1 e F2. O teste de herança na geração F2 do cruzamento Crioulo 159 (resistente à raça 2047) × Cornell 49-242 (suscetível), inoculada com a raça 2047 de C. lindemuthianum, ajustou-se à razão de segregação 3R:1S, indicando a ação de um gene dominante presente em Crioulo 159. Os testes de alelismo (R × R), ajustaram-se à razão de segregação mendeliana de 15R:1S e de 63R:1S, indicando a independência do gene presente na cultivar Crioulo 159 dos genes previamente caracterizados: Co-1, Co-14, Co-2, Co-3, Co-33, Co-34, Co-35, Co-4, Co-42, Co-5, Co-6, Co-11, Co-12, Co-13, Co-14 e Co-15. O novo gene identificado é de fundamental importância para os programas de melhoramento genético do feijoeiro comum, como fonte de resistência à antracnose, principalmente por apresentar resistência à raça 2047 de C. lindemuthianum. Os autores propõem o símbolo Co-16 para nomear o gene presente na cultivar mesoamericana de feijoeiro comum Crioulo 159.
Palavras-chave Antracnose, Phaseolus vulgaris L., herança de resistência, gene mesoamericano
Title
Abstract The objective of this study was to characterize the genetic resistance of the mesoamerican common bean cultivar Crioulo 159 (Phaseolus vulgaris L.) to Colletotrichum lindemuthianum. Common bean cultivar Crioulo 159 was crossed with Michelite, Michigan Dark Red Kidney, Cornell 49-242, Mexico 222, TO, TU, AB 136, G 2333, SEL 1308, Ouro Negro, Jalo Vermelho, Jalo Listras Pretas, Pitanga, Corinthiano, H1 and BAT 93 lines in order to obtain populations F1 and F2. Inheritance test in F2 population from crossed between Crioulo 159 (resistant to race 2047) and Cornell 49-242 (susceptible) when inoculated with race 2047 of C. lindemuthianum, revealed a segregation of 3R:1S ratio, indicating the action of a dominant gene in Crioulo 159 cultivar. Allelism tests (R × R) were adjusted to the mendelian segregations of 15R:1S and 63R:1S ratio, suggesting that the gene present in Crioulo 159 cultivar is independent from previous characterized ones, Co-1, Co-14, Co-2, Co-3, Co-33, Co-34, Co-35, Co-4, Co-42, Co-5, Co-6, Co-11, Co-12, Co-13, Co-14 e Co-15. The new gene identified is a valuable contribution to the common bean breeding programs as a source of resistance to anthracnose conferring resistance to race 2047 of C. lindemuthianum. The authors propose the symbol Co-16 as the name of the gene present in mesoamerican common bean cultivar Crioulo 159.
Key-words Anthracnose, Phaseolus vulgaris L., inheritance of resistance, mesoamerican gene.
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET