Terça, 31 de janeiro de 2023.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Tese
Título Interrelações cariotípicas de espécies das famílias Heptapteridae e Pimelodidae (Teleostei, Siluriformes) das bacias do alto rio Paraná (PR) e Amazônica (MT): abordagens citotaxonômicas e filogenéticas
Autor Barbosa , Ligia Magrinelli
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Profª Drª Isabel Cristina Martins dos Santos
Co-Orientador(es) Ana Luiza de Brito Portela Castro
Erasmo Renesto.

Banca Examinadora Profª Drª Ana Lúcia Dias
Prof. Dr. Daniel Pacheco Bruschi
Profª Drª Luciana Andreia Borin
Profa Dra Ana Luiza de Brito Portela Castro
Data de Defesa 18/12/2015
Resumo As famílias Heptapteridae e Pimelodidae são numerosas em espécies e complexas taxonomicamente e, devido a isso, suas relações filogenéticas ainda não estão bem estabelecidas. O presente trabalho objetivou, por meio de estudos cariotípicos e utilizando técnicas convencionais e moleculares, caracterizar citogeneticamente espécies de peixes pertencentes às famílias Heptapteridae e Pimelodidae. Para este trabalho, foram reunidos dados, muitos dos quais ainda inéditos, que permitiram estabelecer interrelações cariotípicas neste grupo, acrescentando novos dados para estas famílias. Pimelodus albofasciatus, da família Pimelodidae, apresentou 56 cromossomos em ambas as populações (Rio Teles Pires e Córrego Quatro Pontes). Entretanto, uma variação numérica interindividual foi observada na população do Teles Pires, devido à presença de um cromossomo B com tamanho equivalente ao menor acrocêntrico do complemento, em baixa frequência. Da família Heptapteridade, foram analisadas quatro espécies: Pimelodella avanhandavae apresentou 2n= 46; Heptapterus sp. apresentou 2n = 52 cromossomos; Imparfinis schubarti revelou 2n = 58 e Rhamdia quelen também apresentou 2n = 58. Pimelodus albofasciatus, Pimelodella avanhandavae, R. quelen apresentaram Ag-RONs terminais simples; I. schubarti apresentou Ag-RON intersticial simples, enquanto Heptapterus sp. apresentou Ag-RONs terminais múltiplas. A hibridação fluorescente in situ com sonda de DNAr 18S confirmou os resultados obtidos pela impregnação pelo nitrato de prata em P. albofasciatus, I. schubarti, P. avanhandavae e R. quelen, porém em Heptapterus sp. observou-se marcação em três pares de cromossomos, diferindo do obtido com nitrato de prata. A coloração por CMA3 evidenciou um par de blocos fluorescentes coincidentes com as marcações obtidas por meio da impregnação por nitrato de prata em quatro espécies estudadas (Pimelodus albofasciatus, I. schubarti, Pimelodella avanhandavae e R. quelen), contudo, em Heptapterus sp., não foi identificada nenhuma marcação CMA3 positiva. A coloração por DAPI mostrou-se homogênea para as cinco espécies. Com relação ao padrão de bandamento C, as espécies estudadas apresentaram, de modo geral, blocos heterocromáticos distribuídos preferencialmente em regiões centroméricas e teloméricas. Além disso, em Pimelodus albofasciatus, algumas dessas marcações também foram evidenciadas pela coloração com CMA3. A hibridação fluorescente in situ com sonda de DNAr 5S demonstrou a presença de 2 sítios em Heptapterus sp. e I. schubarti; e presença de 4 sítios em Pimelodella avanhandavae. Além disso, foi observado sintenia do DNAr 18S e 5S em Rhamdia quelen. Os sítios de DNAr 5S em Pimelodus albofasciatus foram localizados na região pericentromérica de 2 cromossomos não homólogos, envolvendo acrocêntricos dos pares 22 e 28. Os resultados obtidos após o tratamento das enzimas de restrição, AluI e HaeIII, em Pimelodus albofasciatus, demonstraram um padrão característico para cada enzima, sendo que, no tratamento com a AluI, a maioria dos centrômeros permanecem intacto, enquanto a HaeIII produziu bandas pálidas nos centrômeros e, quando presente, o microcromossomo B foi digerido por AluI e por HaeIII. As duas populações de Pimelodus albofasciatus analisadas foram cariotipicamente similares, porém uma particularidade (cromossomo B) foi encontrada na população do rio Teles Pires. Os dados para I. schubarti, Pimelodella avanhandavae e R. quelen e Heptapterus sp. reforçam que os Heptapteridae compartilham algumas características citogenéticas, mas cada gênero apresenta alguns traços cariotípicos particulares. Este trabalho representa uma importante contribuição à citogenética do gênero Pimelodus da região Amazônica, até o momento, pouco estudada, fornecendo subsídios para futuros estudos taxonômicos e evolutivos.
Palavras-chave DNA ribossômico, Cromossomo B, Heterocromatina, Enzimas de restrição.
Title
Abstract The Heptapteridae and Pimelodidae family are numerous in species and taxonomically complex and because of that their relationships are not well established. This study aimed through karyotypic studies using conventional and molecular techniques to characterize cytogenetically species of fish belonging to Heptapteridae and Pimelodidae families. Thus, it was expected to gather data, many of which still unpublished, which establish karyotypic interrelationships in this group and their evolutionary trends, adding new data for this family. P. albofasciatus presented 56 chromosomes, in both populations. However, a numerical interindividual variation was observed in the Tele Pires population due to the presence of a smaller acrocentric B chromosome, at low frequency. Four species of the Heptapteridae family were analyzed: Pimelodella avanhandavae presented 2n = 46; Heptapterus sp. 2n = 52 chromosomes; Imparfinis schubarti showed 2n = 58 and Rhamdia quelen also presented 2n = 58. P. albofasciatus, P. avanhandavae, R. quelen showed simple and terminals Ag-NORs, I. schubarti presented simple interstitial Ag-NORs, while Heptapterus sp. presented multiple and terminals Ag-NORs. Fluorescent in situ hybridization with 18S rDNA probe confirmed the results obtained by impregnation by silver nitrate in P. albofasciatus, I. schubarti, P. avanhandavae and R. quelen, but in Heptapterus sp., marking was observed in three pairs of chromosomes differing from the data obtained with silver nitrate. CMA3 staining showed a pair of fluorescent blocks coincident with the markings obtained by impregnation with silver nitrate in the four species (P. albofasciatus, I. schubarti, P. avanhandavae and R. quelen). However, in Heptapterus sp. It was not identified any markings. DAPI staining was homogeneous for the five species. Regarding the C banding pattern, the species studied have generally heterochromatic blocks distributed in centromeric and telomeric regions. Moreover, in P. albofasciatus some markings were also observed by CMA3 staining. Fluorescent in situ hybridization with 5S rDNA probe showed the presence of two sites on Heptapterus sp. and I. schubarti; and 4 sites in P. avanhandavae. Furthermore, it was observed 5S and 18S rDNA synteny in R. quelen. The 5S rDNA sites of P. albofasciatus were located at the centromeric region of 2 non homologous chromosomes, involving acrocentric pairs 22 and 28. The results obtained after treatment with HaeIII and AluI in Pimelodus albofasciatus demonstrated a banding pattern similar to the C band pattern, however in the treatment with AluI most centromeres remained intact, while the HaeIII produced pale bands in the centromeres, and when present, the B microchromosome was digested with AluI and HaeIII. The two populations of P. albofasciatus analyzed were similar, but a peculiarity in the microstructure (B chromosome) was found in the Teles Pires river population. The data obtained for P. albofasciatus, I. schubarti, P. avanhandavae and R. quelen reinforce that Heptapteridae share some cytogenetic features, but each genera has some particular karyotypic traits. Additionally, this work is an important contribution to the cytogenetic of the genera Pimelodus from the Amazon region, yet little studied, providing information for future taxonomic and evolutionary studies.
Key-words ribosomal DNA, B chromosome, Heterochromatin, Restriction enzymes
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET