Terça, 18 de junho de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Tese
Título Análise de índices nutricionais e produtivos, e da expressão de esterases em Bombyx mori expostos ao Chlorantraniliprole
Autor Saez , Cláudia Regina das Neves
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Maria Aparecida Fernandez
Co-Orientador(es) Adriana Gonela
Roxelle Ethienne Ferreira Munhoz.
Banca Examinadora Adriana Gonela
Sandra Aparecida de Oliveira Collet
Lucinéia de Fátima Chasko Ribeiro
Rose Meire Costa Brancalhão
Data de Defesa 12/08/2016
Resumo A pulverização aérea indiscriminada de Chlorantraniliprole, próxima a plantações de Morus Alba, tem causado prejuízos na criação do bicho da seda. Neste estudo foram analisados os índices nutricionais, produtivos e as esterases (ESTs) de lagartas de B. mori intoxicadas por esse inseticida. Bioensaios contendo 0,05ppm de Chlorantraniliprole foram realizados para analisar os índices nutricionais e produtivos das raças BBJ e AS31, híbridos AS31xBBJ e BBJxAS31 e um híbrido comercial. Os resultados obtidos mostraram que a raça AS31 e o híbrido comercial foram menos suscetíveis ao inseticida do que a raça BBJ. O híbrido AS31xBBJ foi menos suscetível ao inseticida do que o híbrido BBJxAS31. A atividade relativa e classificação das ESTs foi determinada usando o intestino médio de lagartas BBJ, AS31, AS31xBBJ e BBJxAS31 após exposição por 1, 3, 5 ou 7 dias após intoxicação (DPIs)nas concentrações de 0,1 e 0,05 ppm. Os resultados de atividade relativa foram analisados por meio de cluster hierárquico e redes de interações enzima-DPIs, para analisar a possível atuação das ESTs na detoxificação à Chlorantraniliprole. Foram identificadas 20 bandas esterásicas em AS31, BBJxAS31 e AS31xBBJ e 18 bandas esterásicas em BBJ, resultando em 13 locus de esterases, no qual a EST-2 foi classificada como uma Arilesterase, as ESTs-3, 6 e 11 como Acetilesterases, as ESTs-8, 9 e 12 como Colinesterases e EST-13 como Carboxilesterase. Os resultados do cluster enzimático revelaram que ESTs tiveram atuação diferencial no intestino médio após exposição das lagartas de B. mori ao Chlorantraniliprole, sendo possível detectar ESTs com maior ou menor atividade relativa, além de inibição completa de determinadas ESTs. Foi evidenciado que a EST-13 possui um papel crucial na detoxificação, porque esta enzima respondeu imediatamente ao estresse xenobiótico promovido por Chlorantraniliprole em todas raças e híbridos analisados. As ESTs de AS31 possivelmente proporcionaram menor suscetibilidade ao Chlorantraniliprole por apresentarem menor saturação, desencadeando proteção ao organismo por longos períodos. As ESTs dos híbridos podem atuar no sequestro de Chlorantraniliprole, contudo sem que ocorra um quadro de saturação pelo inseticida, como foi encontrado em BBJ. Desta forma, este estudo apresenta evidências de que AS31 e AS31xBBJ é a raça e híbrido respectivamente menos suscetíveis à Chlorantraniliprole.

Palavras-chave Bicho-da-seda; diamidas antranílicas; PAGE.
Title
Abstract The indiscriminate air pulverization of Chlorantraniliprole near to Morus alba crops has unleashed harm in silkworm rearing. In this study, was analyzed the nutritional, productive and esterase (ESTs) activity indices in Bombyx mori caterpillars contaminated by this insecticide. We performed bioassays with 0.05 ppm of Chlorantraniliprole to analyze of B. mori nutritional and productive traits of at the races BBJ and AS31 and hybrids AS31xBBJ, BBJxAS31 and commercial hybrid after exposure for Chlorantraniliprole. According to bioassays, the race AS31 and the commercial hybrid were less susceptible to insecticide than the race BBJ. The hybrid AS31xBBJ was less susceptible to insecticide than the hybrid BBJxAS31. The relative activity and classification of ESTs was determined by using the caterpillar midgut from BBJ, AS31, AS31xBBJ and BBJxAS31 after exposure for 1, 3, 5 or 7 days after intoxication (DPIs) in the concentrations 0.1 and 0.05 ppm. We analyzed the results of relative activity through of hierarchical cluster and interaction network enzyme-DPI, for try understand the possible action of ESTs in Chlorantraniliprole detoxification. We identified 20 esterase bands in AS31, BBJxAS31 and AS31xBBJ and 18 esterase bands in BBJ, these bands yielded 13 esterase locus, in whichthe EST-2 was classified as an arylesterase, the ESTs-3, 6 and 11 as acetylcholinesterase, ESTs-8, 9 and 12 as cholinesterase, and EST-13 as carboxylesterase. The results from enzymatic cluster reveled that ESTs have differential action on caterpillar midgut after exposition to Chlorantraniliprole, was possible detect ESTs with over or down relative activity, moreover, complete inhibition in specific ESTs. We evidenced that the EST-13 has a crucial role in detoxification, since this enzyme responded immediately to the xenobiotic stress promoted by chlorantraniliprole in all races and hybrids investigated. The ESTs from AS31 possibly provided less susceptibility to Chlorantraniliprole for show less saturation, trigging protection to organism for long time. The ESTs from hybrids can act in Chlorantraniliprole sequester, however, without occurrence the saturation state by insecticide as found in BBJ. Hence, this study shows evidences that AS31 and AS31xBBJ is the race and hybrid respectively less susceptible to Chlorantraniliprole.


Key-words Silkworm; anthranilic diamides; PAGE.
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET