Quinta, 20 de setembro de 2018.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Tese
Título Mapeamento do gene de resistência à antracnose na cultivar Paloma de feijão comum
Autor Castro, Sandra Aparecida de Lima
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Co-Orientador(es) Giseli Valentini e Giselly Figueiredo Lacanallo.
Banca Examinadora
Pedro Soares Vidigal Filho
Giseli Valentini
Vanusa da Silva Ramos Martins,
Deonisio Destro
Data de Defesa 28/02/2018
Resumo

A busca por novas fontes de resistência é uma das estratégias para o controle da antracnose do Feijão Comum (Phaseolus vulgaris L.). A cultivar Paloma é uma importante fonte de resistência, uma vez que apresenta resistência tanto a raças Mesoamericanas, como Andinas de Colletotrichum lindemuthianum. Dentre as raças fisiológicas que Paloma é resistente, as raças Mesoamericanas 2047 e 3481 de C. lindemuthianum merecem destaque por estarem entre as raças mais virulentas já identificadas. Adicionalmente, a maioria dos genes que confere resistência à antracnose no Feijão Comum é superado por tais raças. A cultivar Paloma apresenta o gene provisoriamente nomeado como Co-Pa. Estudos de mapeamento genético tem sido uma ótima contribuição para os programas de melhoramento. Assim, o presente estudo teve como objetivo identificar a região candidata, no genoma de Feijão Comum, na qual o gene de resistência de Paloma está localizado, por meio de genotipagem com marcadores SNP associados à análise de bulks segregantes (BSA) e desenvolver marcadores moleculares ligados ao gene de resistência em Paloma. Para tanto, a análise de bulk segregante foi conduzida na população F2, do cruzamento entre Paloma (resistente) e PI 207262 (suscetível), inoculada com a raça 3481 de C. lindemuthianum. A análise de bulks segregantes, usando o Beadchip BARCBean6K_3, posicionou o gene Co-Pa na parte inferior do cromossomo Pv01. A análise de mapeamento localizou o gene Co-Pa flanqueado pelos marcadores SNP SS82 e SS83, a uma distância de 1,3 e 2,1 cM, respectivamente, abrangendo uma região de 390 kb do Pv01. A ligação entre o gene Co-Pa e os marcadores SNP SS82 e SS83 será extremamente importante na seleção assistida por marcador durante a transferência do gene Co-Pa para cultivares elite, a fim de aumentar a resistência.

Palavras-chave Colletotrichum lindemuthianum, marcadores KASP, marcadores SNP, Phaseolus vulgaris, resistência genética.
Title
Abstract The search for new sources is one of the strategies for the control of Common Bean anthracnose (Phaseolus vulgaris L.). The Paloma cultivar is an important source of resistance to anthracnose since it is resistant to Mesoamerican breeds, such as Andinas de Colletotrichum lindemuthianum. Among the physiological races, Paloma is resistant to Mesoamerican races 2047 and 3481, which are among the most virulent races of the anthracnose pathogen. Additionally, the most genes conferring anthracnose resistance in Common Bean are overcome by these races. Genetic mapping studies have been a great contribution to breeding programs. Thus, the study aimed to identify the candidate region in the genome of Common Bean that harbors the Paloma resistance gene through genotyping with Single Nucleotide Polymorphism (SNP) markers associated with bulk segregant analysis (BSA) and to develop molecular markers linked to the resistance gene in Paloma. Therefore, the bulk segregant analysis was conducted in the F2 population of the cross between Paloma (resistant) and PI 207262 (susceptible), inoculated with the race 3481 of C. lindemuthianum. The results of these studies demonstrated that a single dominant gene confers the resistance in Paloma. Bulk segregant analysis using the SNP chip BARCBean6K_3 positioned the approximate location of Co-Pa in the lower arm of chromosome Pv01. Further mapping analysis located the Co-Pa gene at a 390 kb region of Pv01 flanked by SNP markers SS82 and SS83 at a distance of 1.3 and 2.1 cM, respectively. The linkage between the Co-Pa gene and the SS82 and SS83 SNP markers will be extremely important for marker-assisted introgression of the gene into elite cultivars in order to enhance resistance.

Key-words Colletotrichum lindemuthianum, genetic resistance, KASP markers, Phaseolus vulgaris, SNP markers.
Arquivos
Nome Tamanho
18,59 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET