Quarta, 24 de julho de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Tese
Título Seleção simultânea para produtividade, estabilidade e adaptabilidade de linha-gens de feijão comum
Autor Santos, Alessandro Aparecido Brito dos
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Co-Orientador(es) Giseli Valentini e Vanusa Martins Ramos da Silva.
Banca Examinadora Carlos Alberto de Bastos Andrade
Vanusa da Silva Ramos Martins
Aline Maria Orbolato Gonçalves Zulian
Giseli Valentini
Data de Defesa 05/03/2020
Resumo O feijão comum (P. vulgaris L.,) é uma das leguminosas de grão mais importante para o consumo humano direto, em todo o mundo. Por outro lado, a produtividade do feijão comum no Brasil ainda é considerada baixa, de modo que o desenvolvimento de linhagens superiores com ampla produtividade, adaptabilidade e estabilidade produtiva é uma meta constante nos programas de melhoramento de plantas. O presente trabalho objetivou selecionar simultaneamente adaptabilidade, estabilidade produtiva de linhagens de feijão comum, derivadas do cruzamento entre a cultivar de feijão comum IPR-Uirapuru e a linhagem LP 97-28. Foram avaliadas 190 linhagens F2:5 e 190 linhagens F2:6, do cruzamento LP 97-28 × IPR-Uirapuru, e quatro testemunhas: BRS Esteio, SEA5, BAT477, BAT93. Foram conduzidos três experimentos, sendo um deles simulando uma condição de déficit hídrico durante o estágio fenológico do florescimento. O delineamento experimental foi látice (14×14), e os dados foram submetidos a análise conjunta utilizando modelagem mista (REML/BLUP), realizadas no software SELEGEN, modelo 52, onde se estimou a Média Harmônica dos Valores Genéticos (MHVG), Performance Relativa dos Valores Genotípicos em relação à média de cada local (PRVG), e Média Harmônica da Performance Relativa dos Valores Genotípicos (MHPRVG). Os resultados demostraram que os valores dos quadrados médios foram significativos, no nível de 1% de probabilidade, pelo teste qui-quadrado, para as características número de dias para o florescimento, número de dias para a maturação, altura média das plantas, número de vagens por planta, número médio de sementes por vagem, massa de 100 grãos e produtividade de grãos, evidenciando que há variabilidade genética entre as linhagens. As acurácias de seleção variaram de 65% a 96%, expressando a qualidade dos experimentos e, consequentemente, eficiência na seleção de linhagens superiores para a produtividade de grãos. A herdabilidade da média dos genótipos variou de 38,1% a 92,8%, demostrando a confiabilidade na seleção de linhagens com base nos valores genotípicos preditos. Com base nos parâmetros avaliados, MHVG, PRVG, e MHPRVG, foram selecionadas 10 linhagens conforme o “ranking” obtido através do programa Selegen. A produtividade de grão, por meio da Média Harmônica de Valores Genéticos (MHVG), apresentou uma variação de produtividade de grão de 1.151 kg ha-1, desde a decima linhagens até a primeira do ranking. Na Performance Relativa dos Valores Genotípicos, em relação à média de cada local (PRVG), a variação foi de 3.590 kg ha-1, enquanto que na Média Harmônica da Performance Relativa dos Valores Genotípicos (MHPRVG) a variação de produtividade de grãos foi de 1.454 kg ha-1. Pode-se observar também que a linhagem 243 apresentou um incremento na produtividade de grão, indo da oitava posição no ranqueamento da Média Harmônica de Valores Genéticos (MHVG) para a primeira posição no ranqueamento da Performance Relativa dos Valores Genotípicos em relação à média de cada local (PRVG). Houve concordância parcial entre as análises realizadas via MHVG, PRVG e MHPRVG, com relação a discriminação das linhagens mais produtivas e com alta adaptabilidade e estabilidade, na qual permitiu a seleção das linhagens 365, 186, 367, 394, 187, 303, 214, 196, 385, 192 e 243, as quais são recomendadas para inserção em ensaios de Valor de Cultivo e Uso (VCU).

Palavras-chave Phaseolus vulgaris L., REML/BLUP, seleção de linhagens.
Title
Abstract The common bean (P. vulgaris L.,) is one of the most important grain legumes for direct human consumption worldwide. In Brazil, however, common bean productivity remains low, and developing superior strains with broad productivity, adaptability, and yield stability is a constant goal for plant breeding programs. The present study aimed to select both the adaptability and productive stability of common bean strains by crossing the cultivar IPR-Uirapuru with the LP 97-28 strain. 190 F2:5 lines and 190 F2:6 lines, from LP 97-28 × IPR-Uirapuru, were evaluated, in addition to four controls: BRS Esteio, SEA5, BAT477, and BAT93. Three experiments were conducted, one of them simulating a water deficit condition during the phenological stage of flowering. The experimental design was lattice (14 × 14), and the data were subjected to joint analysis using mixed modeling (REML / BLUP), performed in the SELEGEN software, model 52, where the Harmonic Mean of Genetic Values (HMGV), Relative Performance of Genotypic Values in relation to the average of each location (RPGV), and Harmonic Average of the Relative Performance of Genotypic Values (HMRPGV). The results showed that the mean square values were significant, at the level of 1% probability, using the chi-square test, for multiple characteristics—number of days for flowering, number of days for maturation, the average height of plants, number of pods per plant, the average number of seeds per pod, the mass of 100 grains and grain yield—demonstrating genetic variability between strains. The selection accuracy varied from 65% to 96%, expressing the quality of the experiments and, consequently, efficiency in the selection of superior strains for grain productivity. The mean heritability of the genotypes varied from 38.1% to 92.8%, demonstrating the reliability in the selection of strains based on the predicted genotypic values. Based on the evaluated parameters, MHVG, PRVG, and MHPRVG, 10 strains were selected according to “rankings” obtained through the Selegen program. Grain productivity, through the Harmonic Average of Genetic Values (HMGV), showed a grain yield variation of 1,151 kg ha-1, from the tenth to the first strains in the ranking. For the RPGV in relation to the average of each location, this variation was 3,590 kg ha-1. In the HMRPGV, the variation in grain yield was 1,454 kg ha-1. Additionally, the 243 line showed an increase in grain productivity, going from the eighth position in the HMGV ranking to the first position in the ranking of the RPGV in relation to the average of each (PRVG). There was a partial agreement between the analyses performed via HMGV, RPGV, and HMRPGV regarding the discrimination of the most productive strains and with high adaptability and stability. This allowed the selection of strains 365, 186, 367, 394, 187, 303, 214, 196, 385, 192, and 243, which are recommended for insertion in Value for Cultivation and Use (VCU) tests.


Key-words Phaseolus vulgaris L., REML/BLUP, strain selection
Arquivos
Nome Tamanho
530,14 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET