Quinta, 30 de junho de 2022.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Dissertação
Título Avaliação de genótipos de milho quanto a suscetibilidade a estria bacteriana causada pelo patógeno “Xanthomonas vasicola pv. vasculorum”
Autor Longhini, Kléber Lopes
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Carlos Alberto Scapim
Co-Orientador(es) William Mário de Carvalho Nunes
Renata Rodrigues Robaina
Banca Examinadora Carlos Alberto Scapim
William Mário de Carvalho Nunes
Renata Rodrigues Robaina
Data de Defesa 28/05/2021
Resumo Diante do aumento crescente da população mundial, existe uma necessidade pelo aumento da oferta de alimentos, entre estes, o milho se destaca como um dos principais, devido seu alto teor energético. Em relação a capacidade produtiva do milho, estudos indicam que as doenças são um dos principais fatores responsáveis por reduzir sua produção. Neste contexto, a estria bacteriana causada pelo patógeno Xanthomonas vasicola pv. vasculorum tem se tornado importante. Em busca de explorar a possível variabilidade genética para a resistência a estria bacteriana em linhagensde milho, este trabalho teve como objetivo geral avaliar a severidade da estria bacteriana sobre 25 genótipos de milhos presentes do banco de germoplasma da UEM a fim de determinar quais seriam suscetíveis e quais seriam tolerantes a doença. A pesquisa foi desenvolvida entre maio de 2019 a dezembro de 2020, na Fazenda Experimental de Iguatemi-PR. Os tratamentos foram formados por 19 linhagens do banco de germoplasma da UEM e 6 híbridos comerciais. O delineamento experimental foi em blocos completos com os tratamentos ao acaso, contendo dez repetições por tratamento. A unidade experimental consiste em um vaso de 11 L de polietileno contendo três plantas de milho, que foi conduzida até o estádio vegetativo V6. No total foram realizados dois experimentos contendo duas épocas cada. No primeiro experimento, cada planta recebeu aproximadamente 10 mL da solução com o concentrado bacteriano em 1x10^8 CFU/mL, enquanto que no segundo, as plantas foram inoculadas com o concentrado bacteriano em 1x10^6 CFU/mL. As avaliações foram feitas em 5 vezes, de 7 a 19 dias após a inoculação. A severidade foi mensurada pela escala diagramática e posterior transformada em área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD). Para avaliação dos dados, foi realizada a análise de deviance com LRT e aplicação do teste de qui-quadrado. Posteriormente foram calculados as médias genotípicas a partir dos Blups, sendo encontrado entre os tratamentos analisados 3 linhagens geneticamente tolerantes, ambos os materiais foram superiores as testemunhas comerciais usadas como comparação. Conclui-se por meio deste estudo que a exploração da variabilidade genética entre as linhagens de milho pode ser uma das alternativas para realizar o controle da doença.
Palavras-chave Banco de Germoplasma; Doenças bacterianas; Resistência a Doenças; Variabilidade Genética
Title
Abstract In view of the growing increase in the world population, there is a necessity for an increase in the supply of food, among which, corn stands out as one of the main, due to its high energy content. Regarding the productive capacity of corn, studies indicate that diseases are one of the main factors responsible for reducing their production. In this context, the bacterial streak caused by the pathogen Xanthomonas vasicola pv. vasculorum has become important. In order to explore the possible genetic variability for resistance to bacterial striae in inbredlines, this work had the general objective of evaluating the severity of bacterial striae on 25 genotypes of corn in order to determine which ones would be susceptible and which ones would be tolerant to the disease. The research was carried out between May 2019 and December 2020, at the Experimental Farm of Iguatemi-PR. The treatments were formed by 19 inbredlines from the UEM germplasm bank and 6 commercial hybrids. The experimental design was in complete blocks with treatments at random, containing ten replicates per treatment. The experimental unit consists of an 11 L polyethylene pot containing three maize plants, which was carried to the vegetative stage V6. In total, two experiments were carried out containing two harvests each. In the first experiment, each plant received approximately 10 mL of the solution with the bacterial concentrate in 1x10^8 CFU / mL, while in the second, the plants were inoculated with the bacterial concentrate in 1x10^6 CFU / mL. The evaluations were made 5 times, from 7 to 19 days after inoculation. Severity was measured by the diagrammatic and posterior scale transformed into an area under the disease progress curve (AUDPC). To assess the data, a deviance analysis with LRT was performed and the chi-square test was applied. Subsequently, the genotypic averages were calculated from the Blups, with 3 genetically tolerant inbredlines found among the treatments analyzed, both materials were superior to the commercial controls used as a comparison. It is concluded by means of this study that the exploration of the genetic variability among the inbredlines of corn can be one of the alternatives to carry out the control of the disease.
Key-words Bacterial diseases; Disease resistance; Genetic variability; Germplasm bank
Arquivos Nenhum arquivo encontrado!

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET