Terça, 18 de junho de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Dissertação
Título Microporogênese, viabilidade e produção de sementes em acessos de Urochloa humidicola
Autor Sales, Gabriel Luiz de Melo
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Maria de Fátima Pires da Silva Machado
Co-Orientador(es) Andrea Beatriz Diverio Mendes
Banca Examinadora Andréa Raposo
Andréa Beatriz Diverio Mendes
Data de Defesa 28/09/2022
Resumo A Urochloa humidicola é uma das espécies de forrageiras tropicais do gênero Urochloa, as quais foram introduzidas no Brasil na década de 80. A adaptação desses materiais às condições do solo e clima brasileiros resultou em ampla utilização na atividade pecuária. Para a Urochloa humidicola, o diferencial está na capacidade de ocupação de áreas mal drenadas com alagamento sazonal, como nas regiões do Pantanal e da Amazônia. Entretanto, a composição das pastagens conta com poucas espécies, isso fragiliza os campos em função do monocultivo. Portanto, o desenvolvimento de novos materiais, por meio do melhoramento, buscando por características favoráveis, se faz necessário. A poliploidia e a apomixia, presentes no gênero, precisaram ser superadas para que a variabilidade fosse explorada. Dessa forma, o programa de melhoramento conduzido pela Embrapa Gado de Corte vem selecionando os materiais mais adaptados e estáveis. Os estudos sobre a constituição genética e caracterização do gênero revelam anormalidades no comportamento meiótico. Assim sendo, o objetivo do trabalho foi avaliar as associações cromossômicas, determinar o número de cromossomos, o comportamento meiótico e a viabilidade polínica de acessos e híbridos intraespcíficos coletados de Urochloa humidicola, e determinar o grau de associação com a porcentagem de sementes puras produzidas. As análises meióticas foram realizadas por meio da técnica de esmagamento com corante carmim propiônico 1%. O teste colorimétrico foi utilizado também na determinação da viabilidade polínica utilizando o corante carmim propiônico 1% e o corante reativo de Alexander 2%. A determinação do número de cromossomos e do pareamento foi feita em diacinese. O comportamento meiótico foi avaliado nas fases de meiose I a tétrade de micrósporos. Foram observadas anormalidades segregacionais comuns para o gênero, e outras anormalidades como fusos convergentes e citocineses irregulares com eliminação de material genético. As associações observadas foram uni, bi, tri e tetra e hexavalentes. Os acessos apresentaram comportamento mais estável em relação aos híbridos com porcentagem de anormalidades média variando entre 16,97% e 80,83% e Índice Meiótico entre 90,25% e 3,61%. Os acessos HumF, HumB, HumC e HumD foram os melhores em fertilidade polínica com o corante carmim propiônico 1%, e os acessos HumD e HumE foram os melhores com o corante reativo de Alexander 2%. Foi observada uma correlação forte e positiva entre o Índice Meiótico e a porcentagem de sementes puras (r = 0,671).
Palavras-chave forrageiras tropicais; meiose; micronúcleo; índice meiótico
Title
Abstract Urochloa humidicola, a tropical forage species of Urochloa genus, was introduced into Brazil in the 1980s. These materials have adapted to Brazilian soil and climate, resulting in widespread use for livestock. Urochloa humidicola has the potential to occupy poorly drained lands with seasonal floodings, such as the Pantanal and Amazon areas. However, few cultivars are used in the pastures, which weakens the fields by forming an extensive monoculture. Thus, new materials need to be developed for superior characteristics and individuals, for this, it was necessary to overcome apomixis and polyploidy to explore genetic variability. The studies revealed the presence of meiotic anomalies and the possible genomic origin of the species. The breeding program, conducted by Embrapa Cattle Beef, has been selecting materials more adapted and stable. Thus, the objective of the present study was to evaluate chromosome pairing, chromosome number, meiotic behavior, and pollen viability of Urochloa humidicola genotypes and determine the relationship with the percentage of pure seeds produced. Meiotic evaluations were performed using the crushing technique with 1% propionic carmine stain. The colorimetric test was used to determine pollen viability using 1% propionic carmine and 2% Alexander reactive staining. Chromosome number and pairing were performed in diakinesis, and meiotic behavior was evaluated in meiosis, in metaphase I to microspores. We observed abnormalities in segregation common and other abnormalities: convergent spindles and irregular cytokinesis with deletion of genetic material. The association's uni, bi, tri, tetra, and hexavalent were observed. The accessions showed the most stable behavior and the average percentage of anomalies that ranged from 16.97% to 80.83% and a meiotic index ranging from 90.25% to 3.61%. The HumF, HumB, HumC, and HumD performed highest on pollen fertility using 1% propionic carmine stain, and HumD and HumE were highest with 2% Alexander reactive stain. A strong positive correlation was observed (r = 0.671) between the Meiotic Index and the percentage of pure seed yie.
Key-words tropical forage; meiosis; micronucleus; meiotic index.
Arquivos
Nome Tamanho
3.015,80 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET