Terça, 18 de junho de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Tese
Título Caracterização e divergência genética em germoplasma de mandioca-de-mesa da região urbana de Maringá, Paraná
Autor Kvitschal, Marcus Vinicius
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Prof. Dr. Pedro Soares Vidigal Filho
Co-Orientador(es) Profª Drª Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Prof. Dr. Carlos Alberto Scapim
Prof. Dr. Carlos Alberto de Bastos Andrade
Banca Examinadora Prof. Dr. Pedro Soares Vidigal Filho
Profª Drª Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Profª Drª Adriana Gonela
Profª Drª Claudia Tomazella
Profª Drª Juliana Parisotto Poletini
Data de Defesa 03/03/2008
Resumo O consumo de mandioca-de-mesa no Paraná e no Brasil é bastante elevado, e a maior parte da produção de raízes tuberosas ocorre pela exploração denominada de 'fundo de quintal', onde é encontrada elevada variabilidade genética. Em função do rápido crescimento urbano de Maringá, os sistemas de cultivo de "fundo-de-quintal" vem se diluindo e, junto a eles, a variabilidade genética de mandioca-de-mesa. O presente estudo teve como objetivo coletar e armazenar, bem como realizar a caracterização e a análise da divergência genética desse germoplasma. O germoplasma coletado foi catalogado e inserido ao Banco de Germoplasma de Mandioca da UEM, e a caracterização foi realizada mediante o uso de 20 descritores morfo-agronômicos qualitativos e 12 descritores morfo-agronômicos quantitativos. Para os caracteres qualitativos procedeu-se a análise das variáveis multicategóricas, enquanto que para os caracteres quantitativos foi estimada a Distância Euclidiana Média com os dados padronizados. O agrupamento foi realizado mediante os métodos de Otimização de Tocher, Vizinho Mais Próximo e UPGMA. Ampla variabilidade genética foi verificada na colação de germoplasma. Para as variáveis multicategóricas foram verificadas estimativas de d(ii), variando de 0,150 a 0,950. Os genótipos mais similares foram BGM 161 e BGM 162, enquanto que BGM 20 e BGM 105 foram os mais divergentes. O método de Tocher propiciou a formação de 18 grupos distintos. O método do Vizinho Mais Próximo não foi eficiente no agrupamento dos genótipos por meio de varáveis multicategóricas. O método UPGMA permitiu maior detalhamento dos grupos formados e complementou o método de Tocher. Para as variáveis quantitativas, foi verificada variação das estimativas da Distância Euclidiana Média entre 0,382 e 2,969. Os genótipos mais similares foram BGM 89 e BGM 92, enquanto que os genótipos BGM 25 e BGM 223 foram os mais divergentes. Para as variáveis quantitativas, o método de Tocher propiciou a formação de 8 grupos de genótipos distintos, tendo o primeiro grupo incorporado 85,3 % dos genótipos. Os genótipos com maior divergência média em relação a todo o conjunto genotípico estudado foram BGM 13, BGM 25, BGM 56, BGM 105, BGM 119 e BGM 223. É indicado o uso associado do método de Otimização de Tocher e do método UPGMA na análise de divergência genética.
Palavras-chave Manihot esculenta Crantz, Diversidade Genética, Conservação de Germoplasma, Banco de Germoplasma, Mandioca Mansa.
Title Characterization and genetic divergence of cassava-sweet germplasm from urban area of Maringá, Paraná.
Abstract The consumption of sweet-cassava in Paraná state and Brazil is really high and the most of storage roots production is by an exploration system named "fundo-de-quintal", where is found high genetic variability. Because of the fast growth of Maringá's urban area, these exploration systems are being dissolved, and the cassava-sweet genetic variability is being lost. This study had the objective to collect, keep, characterize and analyze the genetic divergence of this germoplasm. The germoplasm was collect, catalogued and inserted to the Germoplasm Bank of UEM. The characterization was made by using 20 qualitative morpho-agronomic descriptors and 12 quantitative morpho-agronomic descriptors. Multicategorical variables analysis was applied to quantitative morpho-agronomic characters, whereas Average Euclidian Distance was estimate to quantitative morpho-agronomic traits. The clustering was made by Tocher, Nearest Neighbor hierarchic and UPGMA methods. Wide genetic variability was verified. The dissimilarity estimates of multicategorical traits ranged from 0.150 to 0.950. The most similar genotypes were BGM 161 and BGM 162, whereas the genotypes BGM 20 and BGM 105 were the most divergent. The Tocher method propitiated formation of 18 distinct groups. The Nearest Neighbor hierarchic method was not efficient on clustering genotypes using multicategorical traits. The UPGMA propitiated better detailing from groups and complemented the Tocher method. The Average Euclidian Distance estimates ranged from 0.382 to 2.969. The most genotypes similarity was verified among BGM 89 and BGM 92, whereas the most dissimilarity was verified among BGM 25 and BGM 223. The Tocher method propitiated formation of 8 distinct groups with the first one was constituted for 85,3 % from genotypes. The most divergence genotype in relation to the all genotypic group evaluated were BGM 13, BGM 25, BGM 56, BGM 105, BGM 119 and BGM 223. It is indicated the joint use of Tocher and UPGMA methods in genetic divergence analysis.
Key-words Manihot esculenta Crantz, Genetic Diversity, Germoplasm Conservation, Germoplasm Bank, Sweet-Cassava.
Arquivos
Nome Tamanho
0,00 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET