Terça, 18 de junho de 2024.
Busca Rápida (somente por palavras-chave)
    
Tese
Título Identificação e mapeamento de marcador RAPD associado ao gene Co-13 de resistência à antracnose do feijoeiro comum.
Autor Lacanallo, Giselly Figueiredo
Unidade Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Área de Concentração Genética e Melhoramento
Orientador Profª Drª Maria Celeste Gonçalves Vidigal
Co-Orientador(es) Profª Drª Adriana Gonela
Prof. Dr. Pedro Soares Vidigal Filho
Banca Examinadora Dr. Márcio Ender
Profª Drª Claudia Thomazella
Prof. Dr. Carlos Alberto Scapim
Prof. Dr. Pedro Soares Vidigal Filho
Data de Defesa 09/12/2008
Resumo A cultivar Jalo Listras Pretas é uma importante fonte de resistência à antracnose, doença ocorrente no feijoeiro comum (Phaseolus vulgaris L.) causada pelo fungo Colletotrichum lindemuthianum. Esse cultivar apresenta um dos três genes andinos de resistência (Co-13) identificados até o momento. Neste estudo, foi avaliada a população F2 derivada do cruzamento entre JLP (resistente a raça 73) e Cornell 49-242 (suscetível a raça 73). A Análise de Bulk Segregante (BSA) foi utilizada para identificar marcadores moleculares RAPDs ligados ao gene de resistência à antracnose Co-13, presente em JLP. Dentre os primers RAPD utilizados, o OPV20(680) (5’CAGCATGGTC3’) amplificou uma banda heteromórfica em 680 pb, em fase de acoplamento, ligada ao gene de resistência andino Co-13. Na genotipagem da população F2 com o marcador OPV20(680), observou-se uma freqüência de recombinação de 1,72%. A utilização deste marcador na análise de segregação da resistência na população de linhagens endogâmicas recombinantes (RIL’s) ajustou-se à razão de 1:1. Estes resultados demonstraram que o marcador OPV20(680) está ligado ao gene de resistência Co-13 a uma distância de 1,8 cM, mapeado no grupo de ligação B3 do mapa consenso do feijoeiro comum. Assim, percebe-se que marcadores moleculares ligados a genes de resistência Andinos consistem em uma valiosa ferramenta de obtenção de cultivares com amplo e durável espectro de resistência, favorecendo assim, programas de melhoramento genético do feijoeiro.
Palavras-chave Antracnose, mapeamento genético, marcador molecular
Title Mapping of andean gene for resistance to anthracnose in landrace Jalo Listras Pretas in the B3 linkage group
Abstract The cultivar Jalo Listras Pretas (JLP) is an important source of resistance to anthracnose, disease of great occurrence in common bean (Phaseolus vulgaris L.) caused by the fungus Colletotrichum lindemuthianum. This common bean cultivar presents the Co-13, one of the three Andean resistant genes currently identified. In this study, the F2 population derived from the crossing between JLP (resistant to race 73) and Cornell 49-242 (susceptible to race 73) were evaluated. Bulked Segregant Analysis was utilized to identify Random Amplified Polymorphic DNA (RAPD) markers linked the gene Co-13 present in JLP. Within the RAPD primers utilized, the OPV20680 (5’CAGCATGGTC3’) amplified a heteromorphic band in 680 pb, at coupling phase, linked to the Andean resistant gene Co-13. The F2 population genotyping with the OPV20680 marker showed a recombination frequency of 1.72%. The use of this marker in the segregation analysis of resistence in the population of the recombinant endogamic lines (RIL’s) fitted a ratio of 1:1. These results showed that the marker OPV20680 is linked to the resistant gene Co-13 at a distance of 1.8 cM, mapped on B3 linkage group of the consensus map of common bean Jalo EEP558 x BAT 393. Thus, the use of molecular markers linked to Andean resistant genes consists in a valuable source to obtain cultivars with wide and durable resistance spectrum, therefore, assisting common bean breeding programs.
Key-words Solanum sessiliflorum, 2-chloroethyl phosphonic acid, physical-chemical quality, in vitro culture, somatic embryogenesis, 2,4-D
Arquivos
Nome Tamanho
567,72 KB

TESES E DISSERTAÇÕES - Universidade Estadual de Maringá
Desenvolvimento: VIASITE INTERNET